Blog da Jorlan DF

Entenda a importância da refrigeração do motor do carro

Sabe aquele frentista bem solícito, que quando você vai abastecer seu carro faz aquela perguntinha básica: “Quer dar uma olhada na água?” Pois é. Ele está sendo seu grande parceiro e lembrando de um detalhe fundamental para a vida útil do motor do seu veículo.

De forma bem direta, mostra que checar o nível da água é fundamental e que há um sistema todo que requer cuidados e muita atenção. E mais! Cuidar do sistema de refrigeração do motor do carro é importante para manter o veículo na temperatura ideal para o melhor funcionamento e economia de combustível.

Mas tão importante quanto olhar o nível de água do radiador é saber o porquê e como funciona esse sistema. É exatamente isso que vamos te explicar no artigo abaixo. Confira!

Tipos de sistemas de refrigeração do motor do carro

Existem dois tipos de sistema de refrigeração — também conhecido como sistema de arrefecimento — para os motores automotivos. Um deles é o refrigerado a ar e outro refrigerado a água.

Sistema a ar

No sistema a ar, o arrefecimento ocorre quando o ar quente do motor é retirado para fora, direto no ambiente. Ele pode ser conduzido por efeito dinâmico ou pelas aletas de um ventilador ou turbina.

Motores com esse sistema não são muito comuns hoje em dia. Os sistemas mais modernos requerem uma maior complexidade devido à potência dos motores que temos atualmente. Para isso, o sistema de arrefecimento com água é mais eficiente.

Sistema a água

Das peças que compõem o sistema, podemos começar a falar do reservatório de expansão. É nele que a água fica armazenada e onde olhamos para checar se o nível está conforme recomendado.

Ao fazer essa análise, deve-se observar a coloração da água. Uma água muito escura pode significar um excesso de corrosão que é altamente prejudicial para as peças do sistema. Também pode acarretar em aquecimento precoce fazendo subir rapidamente a temperatura do motor.

Quando isso ocorrer, proceda com a substituição do líquido de arrefecimento, que é composto pela água e pelo aditivo. Para isso recomenda-se procurar por oficinas especializadas da sua confiança.

Todo o líquido percorre por dutos e mangueiras. Saindo do reservatório de expansão, segue para o radiador, que é composto por canais, com formato de colmeia ou tubos que facilitam a passagem de ar. O radiador tem a função de fazer a troca do calor entre o ar quente e outra substância — geralmente líquidos. A passagem do ar tem por objetivo resfriar a água, que por sua vez também retirou o calor de outras peças.

O sistema possui sensores que captam a temperatura do motor. A válvula termostática é quem controla o fluxo e abre a passagem quando atingir a temperatura ideal. É ai que entra a bomba d’água, que é acionada e faz a água circular.

As consequências de um superaquecimento do motor

Todo esse sistema precisa estar em ordem para evitar o que chamamos de superaquecimento do motor. Quando isso acontece, a junta do cabeçote pode queimar e danificá-lo, fundindo pistões e bielas e trazendo um prejuízo que poderia ser evitado se houvesse um cuidado com a refrigeração.

Por isso, fique sempre atento ao marcador de temperatura do painel do carro. Se o ponteiro subir, não siga viagem. Evite cometer o erro de esperar o motor esfriar para prosseguir. Chame um técnico da sua confiança e proceda com os reparos necessários.

Quando fazer a manutenção

É aconselhável ficar atento aos sinais que o veículo dá antes do pior acontecer. Tente perceber os chiados contínuos, por exemplo. Pode ser que a bomba d´água esteja prestes a parar de funcionar.

Confira, ainda, o nível da água do reservatório semanalmente sempre com o motor frio. Constantes reposições de líquido podem significar vazamentos no sistema.

Ao primeiro sinal de alta da temperatura acima do recomendado, leve seu veículo a um especialista para a manutenção do sistema.

Todos esses cuidados com o sistema de refrigeração do motor do carro farão diferença na sua vida útil e trarão mais segurança, mais tranquilidade e, com certeza, mais economia.

Se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos nas redes sociais para que eles também saibam a importância desses cuidados!