Blog da Jorlan DF

Como funciona um consórcio?

Quem é que nunca sonhou com a liberdade de ter o próprio carro? No entanto, nem sempre é possível contar com uma quantia suficiente para dar uma boa entrada em um financiamento. Se você não tem pressa para realizar esse sonho, até porque não tem condições de juntar, da noite para o dia, uma grande soma de dinheiro para comprar o seu seminovo ou zero-quilômetro, investir em um consórcio de automóveis pode ser a melhor solução para o seu perfil.

Um consórcio é a certeza de que, mais cedo ou mais tarde, você adquirirá o bem tão desejado. Confira agora 4 dicas para você ficar por dentro dessa modalidade de compra e conquistar de vez o carrão que quiser!

O que é o consórcio?

O consórcio consiste basicamente em poupar em grupo. Se, individualmente, você não tem o dinheiro necessário para adquirir um bem (que pode ser desde um carro até uma aeronave), por meio da união com outros consumidores com o mesmo desejo que você, essa compra acaba sendo possível. Isso porque cada um dos consorciados cotistas deve pagar uma parcela por mês até o fim do contrato, sendo a soma das parcelas igual ao preço do produto desejado.

Quem administra tudo?

Administradoras de consórcios reconhecidas pelo Banco Central. Só elas têm autorização para montar grupos de interessados em adquirir automóveis, por exemplo. Para que o consórcio comece a funcionar, é preciso um número mínimo de participantes para dar início ao pagamento das parcelas. Enquanto os financiamentos oferecidos em bancos e financeiras cobram taxas de juros, as administradoras cobram uma taxa de administração que pode variar ao longo do contrato conforme vários fatores.

Como ser contemplado?

Através do tradicional sorteio (as regras variam de acordo com a administradora do consórcio), a cada mês um ou mais consorciados podem ser contemplados com a carta de crédito, desde que não se encontrem inadimplentes. Há também a modalidade de lances, em que o consorciado tem a possibilidade de retirar mais rapidamente a sua carta de crédito, bastando, para isso, apresentar um valor de abatimento de crédito. No lance, o cotista que antecipar o pagamento do maior número de mensalidades é o que levará o carro para casa.

Quanto tempo demora?

É bom não ter pressa, pois o prazo de um consórcio de automóveis pode durar uma média de 8 a 15 anos. Mas, em contrapartida, você pode ter sorte e retirar o seu veículo logo de cara, nos primeiros sorteios, o que, de forma alguma irá te desobrigar de quitar todas as prestações até o fim do contrato, por meio de boletos bancários enviados pelos correios.

Para quem estiver pensando em comprar um carro novo, trocar o usado ou mesmo em ter mais um estacionado na garagem para dar mais comodidade para toda a família, o longo prazo característico dos consórcios pode ser visto como uma boa opção. E não se esqueça: quando adquirir o seu automóvel leve-o sempre em uma concessionária autorizada!

Agora que você ficou por dentro de tudo sobre os consórcios, é hora de correr para investir no carro que sempre desejou. Ficou com alguma dúvida? Conte para a gente através dos comentários!