Blog da Jorlan DF

Balanceamento e alinhamento: qual a diferença e por que seu carro precisa dessas manutenções?

Volante trepidando, lataria vulnerável a qualquer obstáculo na pista, um balança para cá e para lá interminável conforme o veículo passa por curvas ou se mantém em linha reta. De uns tempos para cá, a impressão que você tem ao dirigir seu carro é a mesma de conduzir uma verdadeira carroça? Isso quer dizer que você pode estar precisando de serviços de alinhamento e balanceamento urgentemente. Apesar de não custarem caro, os dois serviços acabam sendo negligenciados pela maior parte dos motoristas, que geralmente não entende para que eles servem, e nem a diferença entre um e outro. Caso essa também seja a sua dúvida, continue acompanhando o nosso artigo!

Para que serve o alinhamento?

Basicamente, o alinhamento consiste em reajustar os ângulos das rodas, de forma a deixá-las perpendiculares em relação ao chão e paralelas entre si. O serviço é feito através de computador, por meio de uma máquina alinhadora.

E o balanceamento?

O balanceamento é feito individualmente, em todas as quatro rodas, e serve para garantir que as rodas possam se movimentar sem causar vibrações. Também é feito por meio de computador.

Por que eu devo alinhar e balancear meu carro?

Alinhamento e balanceamento servem não só para reforçar sua segurança, mas também para evitar prejuízos. Afinal, veículos desalinhados consomem muito mais combustível e provocam um desgaste excessivo dos pneus. Isso sem contar o desconforto que o veículo desregulado traz, tanto para o motorista, quanto para os passageiros, com trepidações no piso, painel e bancos. Além disso, o veículo desalinhado e desbalanceado tem mais chances de se envolver em acidentes de trânsito, já que ele fica mais difícil de ser controlado.

Quando devo alinhar e balancear?

Especialistas recomendam que esse cuidado seja tomado a cada 10 mil quilômetros, mas tudo vai depender da sua percepção. Se o carro começou a “puxar” para a direita ou esquerda quando você solta a direção por alguns segundos ou se o volante trepida bastante, isso são sinais de que você deve alinhar e balancear, independentemente da quilometragem.

Caso você tenha passado por um buraco na pista ou mesmo se envolvido em uma batida, é bom procurar imediatamente a oficina ou loja autorizada nos serviços, para analisar se a suspensão foi comprometida. Para finalizar, vale destacar que outra situação que exige balanceamento e alinhamento é quando você troca os pneus.

Se você viaja muito, é bom redobrar a atenção quanto ao momento certo de alinhar e balancear seu veículo. Já não é de hoje que nossas rodovias ganham nota zero em qualquer avaliação graças ao excesso de buracos, rachaduras e até inexistência de asfaltamento. Um simples solavanco da roda em uma fissura da pista é capaz de desestabilizar todo o veículo, colocando em xeque a vida útil dos pneus. Por falar em pneus, é bom que eles estejam sempre religiosamente calibrados, conforme manda o manual do proprietário, contribuindo pela melhor desenvoltura do automóvel e prolongando a validade do alinhamento e balanceamento.

Agora que você está por dentro da importância desses serviços, não deixe de esses cuidados sempre que necessário! Você já alinhou e balanceou seu carro este ano? Se você ficou com alguma dúvida escreva para nós através dos comentários!