Telefones

Created by Susannanovafrom the Noun Project

Jorlan SIA

Sia Trecho 03 - Lt. 1155 Setor de Indústria e Abastecimento - DF

AGENDAMENTO DE SERVIÇOS

(61) 3773-4443

PEÇAS E ACESSÓRIOS

(61) 2101-0123

VENDAS ESPECIAIS

(61) 2101-0234

GERAL CONCESSIONÁRIA

(61) 2101-0101

Jorlan Asa Norte

SCN Quadra 03 - Bloco C - Loja 04 e 05 - Asa Norte (AO LADO DO LIBERTY MALL SHOPPING)

AGENDAMENTO DE SERVIÇOS

(61) 3773-4443

PEÇAS E ACESSÓRIOS

(61) 2102-0123

VENDAS ESPECIAIS

(61) 2102-0101

GERAL CONCESSIONÁRIA

(61) 2102-0101

Home Blog

Blog Jorlan

Dicas

Afinal, como funciona o financiamento de veículos?

Ter o primeiro carro ou adquirir um novo pode não ser um sonho distante. Na verdade, isso é muito mais acessível do que você imagina: com o financiamento de veículos, é possível concretizar esses sonhos sem se afundar em dívidas.

No post de hoje, preparamos um guia para tirar suas principais dúvidas sobre o procedimento e ajudar você a decidir o que é mais vantajoso para sua vida financeira. Acompanhe!

Como funciona o financiamento de veículos
O primeiro passo é ir a uma concessionaria devidamente credenciada com seu respectivo correspondente bancário ou a um banco privado ou público para uma análise de crédito. A partir do valor de seus rendimentos, o gerente dirá de quanto poderá ser o financiamento, já que o máximo de comprometimento do contracheque é de 30%.

Essa conta é feita diante dos seguintes aspectos:

valor total do veículo desejado;
valor predisposto mensal do comprador;
se há ou não um valor de entrada;
os juros acrescidos conforme a quantidade de parcelas.
Formas mais usadas de financiamento de veículos
As duas formas de financiamento mais usadas são o CDC (Crédito Direto ao Consumidor) e o leasing.

O CDC é o tipo mais comum: trata-se de um empréstimo com parcelas fixas e que não poderão ser alteradas até o fim do contrato, exceto pela opção do cliente em antecipar as parcelas. O carro fica no nome do comprador, mas alienado ao banco que concedeu o empréstimo até o fim das parcelas.

Já no leasing, as parcelas também são fixas, mas o carro fica no nome do banco. Nesse caso, o comprador utiliza o veículo alugado até que todas as parcelas sejam pagas, optando em passar para seu nome ou não. Por isso, é o menos procurado.

Quando há atraso em alguma parcela, tanto do CDC quanto do leasing, os juros mensais são de, aproximadamente, 1% do total da dívida e a multa paga é de, aproximadamente, 2% do total.

Documentos necessários para solicitação de financiamento de veículos
Os documentos necessários para as duas modalidades de financiamento são identidade, CPF, comprovante do estado civil e comprovante de renda original.

O que ocorre em caso de inadimplência
Os dois tipos de contrato têm o mesmo efeito caso o comprador pare de pagar as parcelas acordadas antes do término do financiamento. O contratante pode entrar com uma ação judicial para recolher o carro.

No CDC, o carro é leiloado e, com o valor recebido, paga-se a quantia que faltava e as despesas judiciais. Caso sobre, é devolvido para o comprador. No leasing, o comprador não tem direito a receber o dinheiro que pagou.

Vantagens do financiamento de veículos
Há muitas vantagens em obter um financiamento para aquisição de um carro, e uma das principais delas é a não obrigatoriedade de dar uma entrada. Basta ter uma renda fixa para que seja avaliado o valor do financiamento e liberada a compra, de acordo com a experiência de crédito do proponente.

Outra vantagem é saber exatamente qual valor mensal será comprometido, sem surpresas desagradáveis. Os prazos variam de 48 a até 60 meses, de acordo com a financiadora, mas quanto maior os prazos, maiores também são os juros e nem sempre isso pode ser uma vantagem.

Caso o comprador tenha um dinheiro extra, ele poderá amortizar a parcela das dívidas e diminuir o tempo do financiamento.

Depois do contrato assinado e as documentações entregues, com o processo finalizado, e antes mesmo do pagamento da primeira parcela, o comprador pode levar o veículo na hora. Não há burocracias para receber o carro escolhido. Após essas etapas, recomenda-se apenas já pensar no seguro.

Em caso de substituição do veículo, basta fazer um refinanciamento com um carro de maior valor, com a transferência da dívida antiga para o novo, reajustando a diferença.

Agora que você já entendeu como funciona o financiamento de veículos, que tal continuar se informando sobre o universo automotivo? Assine nossa newsletter e receba novidades exclusivas diretamente no seu e-mail!

Compartilhe essa notícia

Voltar

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba em primeira mão as melhores ofertas!

Envie uma mensagem pra gente

Adicione nosso número

(61) 4000-1618

Adicionamos você também