Blog da Jorlan BH

Fique por dentro da nova regra de trânsito: o uso de farol durante o dia

A nova lei que regulamenta o uso do farol baixo nas rodovias brasileiras durante o dia já está valendo desde o dia 8 de julho de 2016. O objetivo da medida é aumentar a visibilidade dos veículos e melhorar a segurança no trânsito para todos os condutores. Por isso, é necessário ficar ainda mais atento com essa mudança nas regras de trânsito — que já tem multado muitos motoristas desavisados por aí.

Conheça um pouco mais dessa nova lei:

Segurança

Diversos estudos de trânsito demonstram que acender os faróis durante o dia ajuda os motoristas a perceberem a presença de outros veículos na via. Dependendo das cores dos carros e da distância que eles estão, podem se camuflar no ambiente, dificultando a visibilidade a qualquer momento do dia, com qualquer intensidade de luz solar.

Esse problema interfere diretamente na possibilidade de por em prática a direção defensiva, ou seja, de antecipar problemas em relação a outro veículo.

O que a lei diz

A lei fala da obrigatoriedade de usar o farol baixo em rodovias. Fora das estradas, o farol é exigido para todos os veículos durante o período noturno e nos túneis com iluminação pública. Caso essa via não tenha iluminação, o motorista deve acionar a luz alta.

Para os condutores de motocicletas, a exigência de andar com a luz acesa durante todo o tempo já existia. Agora, quem for pego com o farol apagado comete uma infração média, recebe cinco pontos na carteira e leva uma multa de R$ 85,13. A partir de novembro de 2016, esse valor aumentará para R$ 130,16.

Não confunda

O farol baixo é o farol “normal”, e antes da lei entrar em vigor, os condutores só o utilizavam à noite.

Muitas pessoas o confundem com a luz de posição, também conhecida como farolete ou lanterna. Mais fraca, a luz de posição só deve ser acionada à noite quanto o carro estiver parado para embarque, desembarque ou carregamento. Durante o dia o uso é sob chuva forte, neblina ou cerração, isso nas áreas urbanas.

O farol alto, por sua vez, deve ser usado em lugares não iluminados, mas deve ser desligado quando um veículo vier em sentido oposto.

Interpretação

Nos primeiros dias da lei, vários condutores ficaram em dúvida sobre ligar ou não ligar os faróis nos trechos urbanos das rodovias, como nos lugares onde elas coincidem com alguma avenida.

Em Pernambuco, por exemplo, a fiscalização estadual decidiu aguardar 40 dias para colocar a lei em vigor, até que as rodovias que cortam a região metropolitana do Recife sejam sinalizadas para alertar os condutores sobre a obrigatoriedade do farol.

Porém, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o farol deve estar aceso nas rodovias, fora ou dentro do perímetro urbano.

Aprimoramentos

Devido a essa confusão de motoristas e órgãos fiscalizadores, o Senado Federal começou a trabalhar para incluir novos termos nessas regras de trânsito. O objetivo é eliminar a necessidade de o motorista acender os faróis durante o dia em vias urbanas e liberar do uso do farol baixo para os veículos que saem de fábrica equipados com luzes diurnas.

Além disso, regulamentará a obrigatoriedade do farol durante o dia nas vias rurais, que têm estradas e rodovias. O texto com a alteração foi apresentado em junho no Senado, mas ainda não foi analisado.

Fique atento à nova lei e use o farol baixo quando estiver em uma estrada. Compartilhe essa novidade com seus amigos em suas redes sociais e evitem as multas!